sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Ente querido - Qual atitude tomar perante uma desencarnação de um ente querido, Veja!

Quando um ente querido nosso morre, o que devemos fazer, pela visão espírita?


Quando um ente querido nosso parte para a vida espiritual através da morte do corpo, devemos acima de tudo ter equilíbrio. É um momento muito importante para quem parte, devemos sempre respeitar a pessoa que desencarna. O nosso equilíbrio é importante, ajudará o ser que partiu, pois ele estará num estado meio que de sonolência, torpor e desequilíbrio. Assim, devemos agir, mais ou menos, da seguinte forma;
- Orar com o coração para auxiliá-lo no desligamento completo entre o corpo e espírito. As equipes espirituais especializadas em desligamento precisam também da ajuda daqueles que velam o ente, com as energias obtidas pelas orações e bons pensamentos cria-se um ambiente propício para o desligamento total e reequilibro do ser desencarnante;
- Não se desesperar e atirar-se sobre o corpo que jaz inerte, isso provoca grandes aflições ao desencarnante. Chorar podemos e devemos, pois as lágrimas são como bálsamo que alivia as dores da separação;
- Não achar que o Alto é injusto, pois levou uma boa alma, a revolta não ajuda em nada e O Pai Celestial é Justo, sempre sabe o que faz;
- Nos velório, não fazer observações e críticas negativas sobre o ente que partiu;
- Não ficar contando anedotas, nem fofocas, nem discutindo sobre assuntos que nada tem a ver com a situação;
- Emitir sempre bons pensamentos ao ser, desejando-lhe paz e auxílio no mundo espiritual;
- É preferível não ir ao velório, do que ir só para compromissos sociais e rever parentes;
- Não desfazer-se, logo após a desencarnação, dos objetos que pertenciam ao falecido, espere um pouco, pois o espírito que desencarnou recentemente, ainda está preso ao mundo material, só aos poucos ele vai esquecendo-se de tudo;
- Não ficar chamando-o, pois estes chamamentos podem desequilibrar o ente que está se tratando em uma colônia Espiritual. É prejudicial para aqueles que ficam e aquele que partiu;
- Quando a saudade for grande, ore para aquele que se foi, pois a prece é um bálsamo a qualquer espírito e mesmo distante ele sentirá o efeito das orações;
- Devemos, acima de tudo, ter em mente que um dia seremos nós que estaremos partindo e com certeza, necessitaremos de toda a ajuda possível.

3 comentários:

  1. suas postagens sempre brindam boas mensagens, valew

    ResponderExcluir
  2. Obrigado irmão pelas visitas e participação no blog continue sempre na paz do nosso mestre Jesus abraços.

    ResponderExcluir